sexta-feira, 9 de julho de 2010

O TEMPLO DO SOL


Uma mensagem de Jesus/Jeshua, canalizada por Judith Coates
8 de Julho de 2010

Amados, era uma vez, antes que houvesse o tempo, havia e há e sempre haverá, fora do tempo, uma consciência, uma Inteligência, que estará sempre além do tempo. Ela existe agora, como vocês compreendem o tempo, e existirá para sempre, como vocês entendem o tempo, porque o tempo é limitado. Vocês sentem isto em suas vidas diárias. Vocês sentem as limitações do tempo.

“Eu tenho que estar em algum lugar em um determinado momento”, e vocês se apressam. E, às vezes, vocês se irritam, porque determinados horários os mantêm esperando. Eu sei que o seu tempo é precioso. Eu lhes agradeço por compartilharem o seu tempo deste modo comigo.

Mas, era uma vez, antes que houvesse o tempo, vocês foram, são e sempre serão a Inteligência do Uno. E como Inteligência, de fluxo livre, do Criador, havia um Pensamento para criar. A partir deste momento fora do tempo, vocês como um aspecto do Uno, criaram todas as realidades: realidades dentro do tempo e realidades fora do tempo.

Agora, há muito mais realidades fora do tempo do que dentro do tempo. Isto é um pouco difícil de compreender, enquanto lutam a cada dia com as suas atividades diárias. Mas é também algo que conhecem muito profundamente, dentro de vocês, enquanto se irritam contra os horários.

Vocês sabem que não há manifestação instantânea. Vocês sabem que não é necessário o tempo a fim de curar. Vocês sabem isto de outras existências, seja em realidades em que acreditavam e que eram baseadas no tempo ou em realidades fora do tempo. Vocês o sabem profundamente, dentro de si mesmos que vocês são seres expansivos, e é por isto que vocês se irritam contra o pequeno ego quando ele se aproxima com limitações e diz: “Mas você é somente uma pessoa, e tem um tempo limitado para esta vida. Aquilo que você quer que se manifeste, provavelmente não acontecerá.”

O ego separado freqüentemente diz isto. Ele diz isto porque vocês pediram para dizer este manuscrito, de modo que vocês pudessem provar que estava errado, e ele faz o seu lance. Ele corre direto para o palco e diz: “Ah, você nunca será capaz de ser rico, próspero. Você nunca será capaz de manifestar um companheiro ou amigo amoroso que o ame, não importa o quê. Você nunca será capaz de saber que os amados que liberaram o corpo e se foram, ainda estão com você. Você nunca saberá disto.”

É isto o que o ego separado lhes diz. Mas então o amado que se foi, lhes fala e vocês dizem: “Bem, eles não podem estar falando comigo. Eles não estão mais aqui.”

Eles estão aqui. E o ego corre novamente para o palco e diz: “Como você sabe? Você pode prová-lo?” E vocês dizem: “Bem, há um sentimento. Eu sinto o amado comigo, e se sinto que tem que haver algo, eu não estou bem certo do que, não posso defini-lo, e, provavelmente, não há palavras para isto, mas o sinto.”

E o ego separado diz: “Oh, está bem”, e vai para os bastidores, para fora do palco por algum tempo, até a próxima vez em que seja chamado.

Quando começamos a pensar em criar uma realidade física, nós criamos a luz, a vibração da luz, e com esta a vibração do som, como vocês compreendem as leis físicas. Nós criamos as manifestações mais harmoniosas da Unidade.

Vocês ainda têm isto. Esta ainda existe. Se quiserem a prova, olhem para o seu arco-íris. Lá vocês têm a manifestação física de vibrações diferentes de cor, de uma faixa para outra, através de várias vibrações vistas como cor, e se pudessem ouvir o arco-íris – e alguns podem – vocês ouviriam uma melodia, uma harmonia.

Quando começamos a pensar em ter uma experiência física, trouxemos as diferentes constelações, e elas eram ainda amorfas. Elas eram informes, não como vocês as conhecem agora, e nós dançamos como a luz acima e dentro das constelações amorfas.

Então houve um pensamento de evoluir para algo diferente, porque vocês estão sempre – eu os vejo fazendo isto em sua vida diária – pensando em qual será o próximo objetivo, qual o próximo projeto em que trabalharão. Estamos sempre trabalhando para criar mais.

Então se formou mais densidade. A Luz jogou com a densidade, e nós trouxemos muitas, muitas constelações na forma. Agora vocês têm as imagens mais maravilhosas da luz de outras constelações que lhes chegam de muitos, muitos anos luz distantes. Esta luz está vindo até vocês de constelações onde vocês participaram uma vez, e então, vieram aqui para receber aquela luz nesta existência.

Assim, quando vocês olharem em seus céus e verem a luz de várias estrelas, saibam que verdadeiramente, vocês brincaram dentro daquelas constelações, e a luz que vocês trouxeram, em seguida, está vindo até vocês agora com o propósito de lhes lembrar de como vocês são criativos, como são a Luz, como podem e realmente manifestam.

Vocês escolheram agora estar dentro desta realidade, nesta terceira rocha do Sol - como o seu programa de televisão o chamou – e viverem as existências nesta rocha, o que verdadeiramente não é uma rocha sob qualquer condição; é a vibração de diferentes densidades.

Quando viemos jogar neste firmamento, nós dançamos como a Luz que somos, e nos conhecíamos como muito fluidos. Nós até estivemos dentro da Terra, nossa sagrada Mãe, o planeta, porque esta realidade que vocês chamam de firme, não é firme sob qualquer condição. Ela está mudando durante todo o tempo; ela é muito fluida e muito porosa.

Há aqueles que se recordam como vibração mais leve e mais fluida que vivem dentro da sagrada Mãe Terra. Às vezes vocês – novamente, quando falarmos dos entes queridos – vocês saberão da presença deles. Há determinados lugares sagrados em que vocês podem ir e estar em comunhão com aqueles que vivem dentro deste planeta. Vocês viveram dentro do planeta? Sim, há muito, muito tempo, quando vocês mediam o tempo, antes que decidissem que queriam viver na superfície, com uma forma mais sólida e definida. Mas até a forma definida, vocês mudam de tempos em tempos (Sorriso).

Vocês olhavam freqüentemente para os céus à noite, e tiravam a inspiração das estrelas, ou durante o dia, vocês olhavam para o sol, que é muito importante para o calor e para o cultivo do alimento que os sustenta. Por muitas, muitas existências, vocês foram e ainda são, adoradores do sol. Eu os vejo quando saem ao sol e gostam de assim ficar.

Permitam-se interiorizar e adorar o sol dentro de vocês. Certamente, você é um templo, um templo vivo de divino esplendor. Vivam no espaço da luz, esquecendo-se de tudo o mais que esteja acontecendo a sua volta por um momento – ou se for possível, por mais tempo do que isto – e permitam que o templo do sol interior seja o seu foco.

Sintam o poder do sol físico. Vocês conhecem o poder do sol físico. Vocês sabem como ele pode ser quente. Vocês sabem como ele é poderoso quando surge a cada dia. E sabem das existências quando o adoravam por suas propriedades vivificantes.

Mas o sol em seu céu não tem comparação com o sol dentro de vocês, esta essência divina dentro de vocês, a partir do qual criam tudo.

Você é o seu templo do sol. Assim se vocês estiverem se preocupando com algo, permitam-se dar uma respiração profunda... agora... sintam esta respiração profunda, tranqüila e se permitam a interiorizar-se, olhos abertos ou fechados, aquilo que lhes pareça mais confortável, e se interiorizem para o local sagrado do Sol dentro de vocês, e saibam que interiormente está o divino esplendor.

Não há nada que possa ameaçar ou mudar este divino esplendor dentro de vocês. Sintam-no com os olhos de sua mente. Sintam-se ao Sol dentro de vocês. Saibam que estão envolvidos pela luz do sol que vocês são. Sintam-no. Visualizem-no. Permitam-no expandir até que se sintam como em uma bolha da luz solar. Sintam-se seguros, protegidos dentro da sua luz solar.

Tudo o que vocês já desejaram verdadeiramente, vive dentro do sol, dentro do seu próprio templo, dentro de vocês. Interiorizem-se e por um momento, permitam que tudo o mais seja obscurecido pelo brilho do sol neste espaço. Visualizem como o Sol preenche cada parte do seu ser. Visualizem-se no meio deste Sol. Sintam o seu calor. Sintam o seu poder. Sintam a segurança. Nada pode ameaçar esta segurança.

A qualquer momento que o mundo lhes fale de problemas, vão rapidamente ao seu próprio templo e ao seu Sol e fiquem ali na segurança da essência divina, do esplendor divino que vocês são.

E então, se houver algo que os esteve preocupando, tragam-no dentro desta luz e vejam como ele se dissolve no nada, na luz, sabendo que estão sendo sempre cuidados, sempre na Luz.

Vocês moldaram um corpo, de modo que pudessem viver nesta realidade, jogar nesta realidade, lutar com todos os desafios com os quais concordaram coletivamente. Mas nenhum destes desafios pode ameaçar ou mudar a sua luz interior.

Tudo o que vocês têm a fazer é dar uma respiração e ir dentro da luz da vela interior – se às vezes vocês sentirem que o seu Sol não é tão grande como gostariam que fosse.

Vocês podem visualizar a chama da vela e então vê-la se expandindo para preencher todo o olho da mente. E aguardem, porque algumas vezes haverá inspiração. Algumas vezes haverá orientação, uma idéia que surge da Luz, que esteve lá todo o tempo dentro da Luz, mas que não lhe deram a oportunidade de sair.

Às vezes, tudo o que precisam é conhecer a segurança desta Luz, saber que são amados nesta Luz, e que sempre serão amados e cuidados.

Você é o templo do sol. Até quando estão caminhando através da escuridão do vale do mundo, vocês são a luz deste mundo. É isto que vocês disseram que fariam nesta existência através de várias jornadas, através de vários meios e ocupações.

Nunca precisarão se preocupar com nada. Ouçam-me bem quando eu digo isto. Eu sou a demonstração disto, como vocês também o são. Minha vida foi repleta de desafios, ameaças, e até mesmo a crucificação. Observem a minha vida e tirem a coragem desta existência. Vocês não serão solicitados a ceder o seu corpo, e ainda que assim fosse, não é isto que vocês são. O corpo não é quem vocês são. Mas vocês não serão solicitados a ceder o corpo até que escolham cedê-lo.

Minha história é a sua história. Em outras existências vocês conheceram a crucificação física. Em muitas outras existências vocês conheceram a crucificação emocional, até nesta existência, vocês se crucificam diariamente, emocionalmente, ouvindo as palavras do ego. Mas não precisam fazer isto. Vocês podem descer da cruz e viver na Luz; vocês podem encontrar o Templo do Sol interiormente.

Assim, a qualquer momento em que as aparências externas das coisas parecerem ameaçadoras, ou sugerirem perda, abandono ou rejeição, sigam rapidamente até o Templo do Sol dentro de vocês. No olho da sua mente, ainda que estejam diante de uma multidão de pessoas, com os seus olhos abertos, vocês podem ainda se ver, no olho da mente, neste Sol e saber que sempre – esta é a minha garantia para vocês – eu sempre aí estive, eu sempre o fiz, eu o tentei, eu o testei e o conheço como verdade – vocês serão sempre cuidados no templo do seu próprio Sol interior.

Isto é o que significa quando falo do Cristo de vocês. É o seu próprio Sol interior, o brilho, o esplendor divino do seu Cristo. Assim, sempre que o mundo lhes falar, interiorizem-se neste espaço do Sol interior. Façam a sua escolha do espaço do Sol.

A Criança Divina já decidiu voltar para casa. A Criança Divina já decidiu saber Quem ela é e viver a partir do espaço da divindade, e viver com alegria.

Assim, sempre que o mundo lhe trouxer as mensagens que não poderiam ser de alegria, sigam rapidamente ao Templo do Sol interior, o seu Cristo, o espaço expansivo onde vocês sabem se amar, onde sabem que são sempre valorizados, cuidados, estimulados, que sempre o Cristo retorna ao Lar, não importa como ele/ela possa viajar.

O Cristo de vocês vive no Sol, no brilho e no esplendor divino dentro de vocês, e isto sempre os trará ao Lar. Eu sei que isto é verdade, assim eu lhes falo.

Que assim seja.

Jeshua bem Joseph (Jesus), expressando-se através de Judith Coates

Direitos Autorais 2007 Universidade Oakbridge. O material de Oakbridge é protegido por direitos autorais, mas gratuito para qualquer pessoa que queira usá-lo, contanto que os créditos apropriados sejam listados, incluindo o nosso endereço: www.oakbridge.org

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Anjo de Luz
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acompanhar este Blog

CD e DVD "CAMINHOS DA MÚSICA"

ESCOLHA UMA PORTA E CLIQUE NELA.....



******************
"Não utilizemos bombas e armas para dominar o mundo. Vamos usar amor e compaixão. A paz começa com um sorriso - sorri cinco vezes por dia para alguém a quem não gostarias realmente de sorrir –faze isso pela paz. Então vamos irradiar a paz de Deus e assim acender a Sua luz e de todos os homens todo o ódio extinguir do mundo e dos corações o e amor pelo poder." Madre Teresa de Calcutá

VOCÊ QUER MAIS SEGURANÇA ???